quarta-feira, janeiro 04, 2006

A Casa da Montanha

Pissaro (redroofs)


Aqui, nesta encosta da montanha, posso encontrar a casa de que nos fala o poeta Vasco Pontes, no seu blog dovoar. O meu texto ficou (para sempre?) adiado quando me deparei com o dele. O sentimento que o levou a escrever, e a mim a pretender fazê-lo é, tanto quanto me parece, o mesmo: a necessidade de ter um espaço íntimo e único para o acto de criar e, em simultâneo, a de que esse local escondido não seja um lugar solitário, mas antes o sítio onde podemos encontrar outros que precisam de espaços como o nosso para o mesmo fim e que fruem, com prazer, a partilha.


Nota: só após publicação verifiquei que a data do meu post é anterior à do mencionado poema do Vasco. A explicação é simples, e possivelmente óbvia: a imagem tinha sido colocada em draft no dia 4 de Janeiro mas foi no dia 5 que decidi escrever sobre ela. Nesse momento aconteceu o que contei acima...



4 comentários:

Anónimo disse...

“Porque a prosa é um dom, e dos Deuses, como a beleza”

Carta de Eça a Alberto de Oliveira
6 de Agosto de 1894

Anónimo disse...

"The past is like a different country; they speak differently there."

Vasco Pontes disse...

Olá Maria,
Uma honra ser assim referido no teu blog. E que olhes tão benevolamente para o que escrevo.
Obrigado

candida disse...

o que é draft??
o quadro é muito bonito.