sexta-feira, junho 16, 2006

Sinuosa, solitária, soturna, sem-sentido


Como uma imensa estrada: sinuosa, solitária, soturna, atravessando um deserto sem fim que, incessantemente, te leva de sítio nenhum para nenhum sítio.
Não deixes que a tua existência se transforme num interminável "S" sem-sentido. Desenha, para ti, uma viagem diferente dessa que sentes ser a certa, porque qualquer outra te parece inacessível.
Ainda que não acredites, há caminhos que, ao invés de seguirem sucessivamente um percurso de serpente, vão a direito e podem levar-te exactamente daqui, onde te encontras, até ali, onde queres ir. Tudo depende da força com que o desejas e do empenho, do carinho com que te entregas a esse desiderato, da determinação com que vais ao encontro dessa vontade.
Sai desse "S" (tecido de sofrimento, de saudade, de sabor a sangue)!
Vem para o "V" (vestido de Vida, de Ventura, de Vitória)!
Vem... e vê que vives!!!

11 comentários:

greentea disse...

que texto lindissimo este.

A capacidade é nossa - tudo depende do vestido que usarmos, que queremos usar, da forma como vestimos a nossa mente, é iso que alguém ser tão especial.

Obrigada por este texto . E pela foto.

Vasco Pontes disse...

Olá querida maria,
um texto que subscrevo inteiramente... importante, diria, tanto para dizer aos que não sabem, como para recordar os que sabem...
beijos...e bem retornada

maria disse...

Greentea e Vasco,
sou eu que vos agradeço e fico feliz por me acompanharem nestes pequenos (autoplagiando-me, agora:)retratos sem pose.

Beijos.

Rosmaninho disse...

CLARO QUE SIM !!
VIVER ... é preciso!
NAVEGAR .... é preciso!
A osmose do "S" com o "V" (fundição ?!) é .... UM GRANDE CORAÇÂO, uma larga Avenida no Universo!
"No silêncio da noite, lá fora, no calor da música, dentro da cabina, sinto-me no Universo! Não estou só!Quem me ouve? Uma multidão?! Uma Pessoa em particular?! Ou será que falo apenas para mim, ali reflectido no vidro deste espaço de emissão?! Sim ... estou no ar ... estou consigo! Sempre consigo!"
In "Memórias do Radialista Solitário"

maria disse...

Sim, Rosmaninho... tu sabes das coisas!

Beijos.

MySelf disse...

Gostei muito do teu texto, parabéns, Maria!

Vasco Pontes disse...

De Camões a Pessoa - AViagem Iniciática (SeteCaminhos), com pinturas e textos de Ellys e poemas de Maria Azenha, é o livro que será apresentado na Casa Fernando Pessoa no próximo dia 17 de Julho pelas 18h30.

prologo disse...

Os textos, mesmo os que não têm palavras, surgem sempre como respostas, reacções aos estímulos que nos vão marcando ao longo dos dias. Agora que dizes, e dada a data em que ambos foram escritos, é muito possível que a leitura do teu texto tenha semeado alguma intenção. Porque é raro o dia em que, disciplinadamente, não percorro os 'links' que estão guardados no zumbido, e terei lido em data apropriada o teu belo e sinuoso texto. Mas sei que este 'caminho' não teve o propósito directo de se confrontar com o teu, porque sei que pensei, aí sim de propósito, um outro texto que ainda não escrevi - que ainda não tem palavras - para me mostrar a mim o porquê de eu não olhar para a distância com o optimismo que em ti distingue os 'esses' dos 'vês'. Obrigado pelos teus estimulantes comentários.

Viajante disse...

V, de Vida, de Ventura, de Vitória... De Viagem :))

Já li do meu lapso nas arrumações de links. Deixo beijo com ramo de rosas :)

Anónimo disse...

Very best site. Keep working. Will return in the near future.
»

Anónimo disse...

I'm impressed with your site, very nice graphics!
»