terça-feira, junho 12, 2007

Batata quente


Berthe Morrissot, Little Girl Reading

Esta foi a mais recente "Batata Quente" que chegou aqui ao cantinho da trepadeira de rosas amarelas, sem espinhos, vinda da minha muito estimada Vida de Vidro. O passatempo chama-se tal qual o título indica e consiste em enumerar livros lidos. Ainda não percebi se são os meus livros preferidos ou os últimos que li. Para não ser exaustiva, remeto a primeira categoria para o meu perfil, onde tenho uma relativamente extensa lista dos meus autores preferidos (embora muito incompleta...). Aqui, vou limitar-me a referir os últimos livros que li e mais alguns que tenho entre "olhos e mãos":

Assim:

1. Li, recentemente:

As Velas Ardem até ao Fim, Sandór Marái
A herança de Ezter, Sandór Marái
Viver para Contar, Gabriel Garcia Marquéz
Memórias das minhas Putas Tristes, Gabriel Garcia Marquéz
Os amantes prendem nos braços tudo o que lhes dói, Francisco Vale
Sputnik, meu Amor, Haruki Murakami
O Amor, romance, Camille Laurens
A noite do Oráculo, Paul Auster
O mar, o mar, Iris Murdoch
Topázio, Leon Uris

2. Estou a ler:

Vidas Interrompidas, Madeleine Thien
A Fórmula de Deus, José Rodrigues dos Santos
O Homem Duplicado, José Saramago
The Complete Novels of Jane Austen, Wordsworth Editions
Antologia Poética - Amante das Leituras, edium editores

E a "batata quente" (não considero que falar de livros seja batata, e muito menos quente) passa para:

Alice, A Tradução da Memória
Bettips, Bettips
Maria P., Casa de Maio
APC, Camuflagens
Teresa Durães, Voando por Aí
Licínia Quitério, O Sítio do Poema

O povo, na sua inesgotável sabedoria, criou este provérbio (adaptável a muitas outras coisas que não a leitura, mas isso agora não interessa nada) : "diz-me o que lês, dir-te-ei quem és". Ora, como todas nós somos muito curiosas por esta temática e amantes das leituras, acredito que a corrente venha a ter continuidade...

E já está, amigas. Obrigada.

12 comentários:

bettips disse...

Estava eu, ainda com uma batatita quente na mão e andando às voltas como o gato, para encontrar o meu lugar ... dando precisamente origem a dois posts temáticos sobre desafios...
eis senão quando, me chega um perfume inquiridor suave.
Responderei logo que tenha lugar na cabeça e tempo no teclado, sim? Bjs

alice disse...

querida maria, muito obrigada pelo desafio ;) foi muito amável em referir o livro que lhe enviei. e ainda mais em nomear-me. tentarei dar resposta até ao final desta semana. um grande beijinho.

Teresa Durães disse...

hum... pois, irei responder! ehheheh

boa tarde!

Maria P. disse...

Batata quente!
Hum...pensei que era para ir até à cozinha da Casa, afinal é para a salinha de leitura!

Obrigada pela "Batata quente".

Beijinho*

carteiro disse...

Mas que cabeça limitada a de certos carteiros... que se vêem aflitos para conseguir ler sequer dois livros em simultâneo :)

MySelf disse...

Querida amiga,

mesmo agora vi o teu comentário no meu blog e já te reenviei o mail que tinha escrito.
Mais uma vez, reconheco em ti, muitos dos meus gostos, entre os quais a fotografia e a literatura. Sabes que dos ultimos livroa que li, foi Sandor Marai que mais me impressionou, li os dois de seguida e só tenho pena que o outro que existe não esteja editado em Portugal. De resto, também já li quase todos que referiste e os que não li, vão passar a fazer parte da lista dos que ainda tenho para ler. Com pena minha, ultimamente tenho lido muito pouco, pois o tempo é curto para tudo, mas conto em breve recomecar com as minhas leituras que gosto tanto.

Um beijinho, até breve (espero noticias)

Cristina

vida de vidro disse...

Obrigada por teres aceite o desafio. As tuas leituras... alguns já li, outros estão na "lista de espera". :) É bom fazer uma ideia do que as pessoas lêem. Dá a quem passa por estes espaços um rosto mais humano. **

Moura ao Luar disse...

A leitura é uma óptima companhia :-)

bom dia isabel disse...

Foi a primeira vez que por aqui passei e gostei muito. Do blog e da viagem. Percorri essses caminhos contigo.
beijinhos e bom fim de semana.

APC disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
APC disse...

Minha querida amiga,

Perdoar-me-ás que não publique no meu blog aquilo para o que me convidas. Não apenas porque estou "de greve" (há muito que a vontade de lhe dar continuidade entrou em "coma"), mas também porque - reparo agora e não sei explicá-lo bem - há qualquer coisa de interiormente secreto na delícia das leituras, que se perde (sinto-o) ao propalá-las em lista, quase se confundindo com uma coisa de inconsciente colectivo, qual publicitação de tendências e preferências pseudo-intelectualóides. Confuso, eu sei. Mas que o meu sentimento (é mais sensação, por acaso) chegará a ti intacto, também acredito! :-)

Todavia, à menina não vou negá-lo, porque identifico bem a ressonância do alegre e lúdico desafio que, aliás, me foi útil, pondo-me a pensar nas minhas escolhas literárias últimas. Assim, partilho com mil beijinhos:

Os livros que me marcaram:

Impossível responder! De vária ordem, por vários motivos, de variadíssimos autores, foram tantos que não sei dizer. Mas bute lá, mesmo que com erro:

- O Processo – Kafka (long time ago, mais-que-repetidamente; o meu clássico cinzento, que me levou a adorar o autor. Acho incrível poder-se escrever tanto sobre avanço algum, lol);
- Admirável Mundo Novo – Huxley (indispensável na minha primeira formação);
- Crime e Castigo – Dostoievsky (há poucos anos). Adoro "os russos"; e adoro o "clima" da culpa moendo a sós... E fui feliz ao lê-lo.

Os últimos livros que li:

- O Castelo – Kafka (até ao fim; pq até meio foram muitas). Sempre, sempre, a personagem perdida e presa à bizarra dificuldade em ultrapassar seja que etapa for...;
- Amor em Tempos de Cólera - Gabriel García Marquez (numa decisão de enveredar pelos latinos, que conheço mal). Fica-nos que se pode amar por uma vida...!;
- Se um Viajante Numa Noite de Inverno - Italo Calvino. De si um autor com um estilo muito próprio, aqui num ensaio curioso… à nossa capacidade de recomeço, pelo menos, lol);
- Dr. Jivago - Boris Pasternak (só li metade, mas foi o último; não estou a ler, pegarei depois. Estava a gostar, mas “mudei de onda”).

Os livros que estou a ler:

- Manhã Submersa – Virgílio Ferreira (apeteceu-me mesmo. E tenho que sanar a minha falha na literatura clássica portuguesa. Vou nas 8 primeiras páginas);
- Terra Sonâmbula – Mia Couto (meu conterrâneo; um gosto que me fica, mesmo muito depois...).

Seguem-se (segundo me parece/apetece hoje):

- A Montanha – Thomas Mann (há kanos que ando para ler, já nem sei porquê!);
- A Luz em Agosto – William Faulkner (esse é “porque sim”);
- Guerra e Paz - Tolstoi (porque não acredito que nunca o haja lido!!!).

Foi o que se pôde arranjar a estas horas, sendo que todas são boas para falar-de-ler.

E para te deixar um grande abraço! :-)))

Ana Tavares disse...

Olá minha querida.
Quanto feliz me sinto por ter o privilégio de ser "responsável" por três das tuas mais recentes leituras. E quanto feliz me sinto porque lês, porque escreves...
Porque és tú!
Mil beijinhos com o desejo de que continues a ser a minha querida.