domingo, fevereiro 01, 2009

Caravan of love (a capella)



Esta foi uma música que aprendi a amar com alguém que muito amei.

Não me envergonho de aqui reproduzir o vídeo nem da memória que o mesmo me traz. Somos o que somos mas também o que fomos.

Não me arrependo de ter sido quem fui... tal como convivo com quem sou hoje. Se só se vive uma vez, por que não aproveitar ao máximo todos os pedacinhos?

6 comentários:

Justine disse...

Que recordações boas me traz esta música, também!
E não somos nós a súmula de tudo o que fomos? Que seríamos nós sem o nosso passado? Um corpo vazio...

Graça Pires disse...

Ouvi a música deliciada, como se a tivesse ouvido com alguém que amei... Um beijo Maria.

Mel de Carvalho disse...

Muito bom é termos vida a recordar.
que seria de nós sem memória?

Beijo saudoso, Maria.
Até breve, espero.

aquilária disse...

querida maria,
tenho andado longe.vim aqui saber de ti, ler-te e deixar-te um abraço.

Rogéryo de Sá disse...

Andava à procura do The Portzies e vim dar com o seu blogue. Já agora, dou-lhe uma dica:

http://www.asterpix.com/console/?avi=28595031.

Tenha um bom dia, Rosa sem espinhos.

bettips disse...

Nunca deixamos de amar o que aprendemos de bom.
São as ilhas Cies, sim! Aquela baía é lindíssima em azul. Como conheci o lugar em diversas épocas, acabo por amá-lo mais e ainda, agora.
Bom que te tenham trazido recordações amigas.
Bjinhos