quinta-feira, setembro 16, 2010

Ouvi dizer...!



Pintura de Júlia Calçada 
Óleo sobre tela
140 cm x 100 cm

Esta noite sonhei contigo de novo.

Ouvi dizer que, quando se sonha com alguém com tanta frequência e intensidade, é porque essa pessoa ocupou, ou ocupa, um lugar muito especial na nossa vida. Parece lógico, dito assim. Deixa de o ser quando pensamos que, no dia-a-dia, raramente nos lembramos dessa pessoa e, se o fazemos, é no contexto de página virada, de livro terminado e arrumado na estante.

Quando isto sucede, acordo sempre com uma dor no peito, com um anseio por ti, com uma indescritível saudade, que permanece ao longo do dia e me faz parecer desprendida, solta do chamado "mundo real", como se levitasse a uns escassos centímetros do solo e me deixasse levar para o mar por uma rajada de vento mais forte!

Continuo a sonhar ao longo do dia. Vejo e revejo imagens, sentimentos, emoções: tento refazer o sonho, como se efectuasse a montagem de um filme querido, cena a cena.

Por vezes desperto em lágrimas, outras há em que choro, convulsivamente, quando dou por terminado o tal trabalho de reconstrução, e o sonho não passa de um guião para um filme que nunca chegarei a realizar.

Ouvi dizer que compraste um veleiro e agora és Capitão. Que partiste com ela, a decrépita, alcoólica e quase demente Emily L, e que tencionam passar o resto das vossas vidas apenas um com o outro, ao sabor das ondas e dos ventos, atracando em cada porto e, aí, visitando cada bar.

Sempre me disseram que nenhum homem troca a sua jovem companheira por uma mulher consideravelmente mais velha!

Sei agora que  não se pode acreditar em tudo o que se ouve dizer!...

5 comentários:

* *** * disse...

Glup..
Fiquei com um nó na garganta!
Estas palavras podiam ter sido escritas por mim..

"Sonhar é acordar-se para dentro."
(Mario Quintana)

E se por vezes isto dói! Ui!

maria carvalhosa disse...

Pois é, amiga C.
Por vezes também me acontece isso em relação a textos escritos por outras pessoas... diferentes que somos, porque pessoas e,logo, seres com sentimentos, escrevemos (ou lemos) textos que poderiam ter sido escritos (ou lidos) por outros seres de nós igualmente desiguais (passe o paradoxo), mas que, algures, na vida, sentiram algo muito semelhante ao que nós sentimos e, de uma forma muito similar, o deixaram, alguma vez, nalgum sítio registado.
Beijos.

Graça Pires disse...

Saudades!...
Com a Vida e com o Amor celebre em seu coração a Luz deste Natal. Que 2011 seja um ano MELHOR.
Um beijo.

tinta permanente disse...

Tudo quanto de Saúde, Paz e Sabedoria a Vida possa proporcionar.
Da minha parte a Amizade e a Gratidão pela companhia ao longo de todo este tempo.
Abraço amigo do,
tintapermanente

Rui Fernandes disse...

Andas arredada daqui e não sei como te encontrar. Hoje é o último dia, dizem, de qualquer coisa que não lhe atino o sentido. Mas se assim querem, que seja! E se é o último, então venho despedir-me. E perguntar-te se valerá a pena o esforço para nos encontrarmos um dia destes. E aproveitares par me explicar o que andas a sonhar agora. Beijinhos.