segunda-feira, abril 10, 2006

Enquanto Maio não chega

Para o João Villalobos
(depois do que me ofereceste, não resisti a dedicar-te este haiku. Do mestre, claro, que eu ainda não me aventurei por esses caminhos...)
Flores de cerejeira no céu escuro
E entre elas a melancolia
quase a florir
(Matsuo Bashô)

5 comentários:

João Villalobos disse...

Muito agradecido, Maria. E o desejo de que tenhas tido uma excelente Páscoa. Desta vez, não me aventuro a imitar o mestre ;)
Esta é, sem dúvida, uma imagem demasiado perfeita para a empalidecer :)
Bjs

HatA/mãe disse...

Claro que sim, é so quando os dias melhorarem...e porque deixaria de visitar-te, gosto muito de ti, gosto do que publicas, estas sossegadinha, aqui no teu continho ninguem se mete contigo...
Fazes parte do meu roteiro. tenho dias que nem chego ao pé do pc...
Mas não vamos falar disso.
Beijos

Rosmaninho disse...

“Nasci em Maio, o mês das rosas, diz-se.
Talvez por isso fiz da rosa a minha flor, um símbolo,
uma espécie de bandeira para mim mesmo.”
Manuel Alegre in “Rosas Vermelhas”

HatA/mãe disse...

Maria
Olá, um beijo minha amiga. Hoje gostava que fosses lá se puderes dar a tua opinião, é a primeira vez que peço o assunto é serio e tem a ver com as mulheres.
Não andas doente não? Nem triste?
espero que não
Muitos beijinhos

João Villalobos disse...

Então, então? Não gostava de ter o meu nome associado - mesmo que da melhor maneira - à paralisação deste lindo espaço...

1 beijo de incentivo